segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Graduation

Fala galera, faz tempo que não posto mas eu já previ que fosse assim até a temporada 13/14 começar.
Tô escrevendo no ônibus então relevem erros ou falta de acentuação, por favor.
Muita coisa aconteceu de um tempo pra cá, estive cada vez mais envolvido no processo do Ciência sem Fronteiras que pra quem não sabe é um intercâmbio da modalidade graduação sanduíche totalmente financiado pelo Governo Federal e seus órgãos. Ou seja, um ano todo financeiramente coberto pela Dilmãe para estudar o seu curso, se da área das Ciências, no país de escolha. Estou no processo para o Reino Unido com embarque previsto para setembro, o que impossibilidade o aceite da Offer para o ICP desse ano, caso da aprovação, e com volta em agosto de 2014 o que impossibilita a participação do processo seletivo do ICP do ano que vem também. Ou seja, se mais esse projeto der certo (porque eu considero o ICP como um processo bem sucedido em termos de empenho próprio. Afinal tudo que eu pude fazer para ir eu fiz e tive a oportunidade ou pelo menos um momento em que achei que tivesse. O motivo foi alheio à minha vontade e a não-concretização não é devido à falha minha, a um demérito.), o ICP seria adiado não em um (como foi agora) mas em três anos totais - só poderia aplicar para o 15/16!
Mas, como prometido, não pretendo deixar a turma com a qual eu já criei uma afinidade desse ano na mão...
E aqui estou, tirando um pouco do pó do blog.


Semana passada aconteceu em Orlando a Graduation Party.
Uma cerimônia comemorativa e simbólica que representa a conclusão do programa da Disney e a finalização de um aprendizado massivo dos conceitos Disney, desde os Basics ao "Always keep the magic off and onstage".
São entregues as Mickey Ears com o penduricalho de formado, representando que você finalmente Earned your Ears (ganhou suas orelhas), um certificado com seu nome reconhecido pela empresa, mais uma caixinha parda que eu vi todo mundo com uma na mão na chuva de fotos de quando aconteceu que eu não faço ideia do que tinha dentro.

Sabe, depois de várias histórias aparecerem e coisas reais acontecerem na sua frente, desde os fatos do nosso próprio visto ter sido negado até de gente estando lá desmontando imagens e expectativas distorcidas do programa que foram, obviamente, quebradas, e gente sendo terminated e não sendo tratada como um ser humano dentro e pela empresa Disney, casos raros e que não queremos acreditar, confesso que perdi grande parte do meu interesse no programa, que ainda acho tudo que sempre achei sobre crescimento pessoal e tenho certeza que eu indo aproveitaria a minha vida. Mas ter um processo novamente para encarar é algo realmente desmotivador. Você continuaria estudando numa universidade federal se todo ano você tivesse que prestar vestibular (ou pior, ENEM) pra manter a sua vaga lá, não importasse o seu rendimento? Pois é, desgastante e desmotivante, né? E isso é só um dos fatos responsáveis pela desmotivação geral.


Mas o dia da Graduation foi o dia que tudo aquilo voltou à toa, a paixão pelo programa e a vontade de estar lá e trabalhar lá e respirar tudo novo que a oportunidade traria brilhou novamente no fundo do poço cheio de muitas lágrimas que eu já derrubei por tudo isso, e da tristeza de ter tido o sonho desconstruído a força, como um "Detona, Ralph", sem o Conserta Félix Jr. e seu martelo dourado! (Favor assistir Wreck it Ralph! / Detona, Ralph! por motivos de contextualização hahahahahah)
Revivi meu ano e repensei minhas escolhas, apesar de nenhuma nova opinião ou nova decisão tomadas.

O programa de parte dos meus amigos está acabando, mas tem muitos outros que ainda ficam, alguns uma semana, outros duas, e outros um mês ainda. Alguns estão indo pra Nova York ou Caribe ou Vegas ou wherever para seus Grace Periods, outros já estão voltando para casa e eu posso imaginar como deve ser estranho ter que voltar, emergir para a vida real. Mas tenho certeza que muitos voltam para a vida real mudados para melhor, crescidos e maduros.
E se passou rápido pra mim que tudo o que restou foi passar o fim do ano e começo desse torcendo, vibrando e me emocionando com a experiência dos meus amigos como se ela fosse minha também; pros, agora, Alumni, isso deve ter passado como uma estrela cadente no céu...

Que tenham todos uma ótima viagem, seja de volta ou pelo mundo, agora, semana e mês que vêm e obrigado a cada um que eu aprendi a gostar, que eu briguei, que eu pareci trair a confiança, mas que ainda sim considero como pequeno elemento responsável pelos valores que aprendi e agreguei esse ano, de forma a me tornar uma pessoa melhor.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

É tempo de recomeço...

Então é isso, 2012 acabou. E pela primeira vez, já acostumei a me referir àquele como o ano que passou, o ano passado, a escrever num cheque ou num cabeçalho "de 2013" naturalmente tamanha vontade que o ano terminasse.
Foi um ano cheio de coisas boas, sim, mas ainda assim insatisfatório. Foi um ano de conquistas falhas, tempos perdidos, coisas perdidas, momentos desnecessários e sonhos arruinados. Sim, foi mais de um...
Mas dezembro foi um mês reconfortante, serviu de consolidação de amizades fortes, planejamento efetivo para o próximo ano. Prestei novos testes, repensei decisões, ponderei prioridades, diminuí a marcha...
Começo 2013 com os planos consolidados, as metas definidas e o alvo almejado bem visualizado.
Com uma bagagem de novos aprendizados, transformei cada tombo de 2012 em lições de casa dignas de nota 10, acrescentei mais independência, responsabilidade, maturidade, raciocínio, várias novas amizades, respeito a tempo, decisões e diferenças, valores imateriais e materiais, lugares visitados, companheirismo e reciprocidade. Tenho mais de um exemplo na ponta da língua para cada novo elemento de crescimento pessoal e profissional que enumerei.
Que 2013 me traga o conhecimento que 2012 carregou, e que transforme as lágrimas que derrubei no ano que termina em ondas salinas de força e felicidade, que eu derrame o dobro delas por motivos opostos.

Ainda que eu não acredite no impalpável, cultivo esperanças de ver arco-íris depois de cada tempestade e sol atrás de cada nuvem.
Que 2013 seja de um clima primaveril, que termine bem seja no Brasil, nos Estados Unidos ou na Inglaterra, mas que eu esteja realizado. Que nossa família tenha muita paz na vida, pois amor a gente tem de sobra, que tenhamos dinheiro para fazermos novas viagens e abrir a mente, que tenhamos tranqüilidade sobre novas decisões que nos guiarão a novos rumos.
2013, estou apostando todas as minhas fichas em você, doando todo meu estoque de sangue e queimando cada gota de energia que em mim ainda resta...
Que você me traga os frutos que eu plantei e nada mais.
Bom ano a todos.



Mensagem de ano novo dada, queria dizer que, apesar do grande intervalo de tempo que fiquei sem postar, independente do aparente abandono, o blog, como prometido, continua. Foi uma das minhas grandes ideias de 2012, o que fez o ano muito melhor pois me aproximou de gente maravilhosa, me trouxe muitas novas amizades, as citadas na minha mensagem acima, inclusive.
Estou me organizando pra tornar esse blog ainda mais legal, mais informativo, e de preferência menos chato de ler (PROMETO COMEÇAR PELO TAMANHO DOS POSTS, desconsidere este, portanto!).
Tenho planos de prestar o Ciência sem Fronteiras esse ano. Aliás, já estou no processo para o Reino Unido e se passar, será minha prioridade, não embarco no ICP nem neste ano nem no próximo por não voltar ao Brasil a tempo de participar do processo seletivo.
Sendo assim, 2013, sob o ponto de vista Disney, é incerto. Mas vou continuar postando ainda, levando o ICP como objetivo final do ano, visto que o processo do intercâmbio para o Reino Unido é de caráter interno do governo + universidade e eu já não tenho que fazer mais nada, só esperar.
Continuarei esse blog com informações atualizadas sobre o novo ano, e vou guiar a galera nova pela primeira fase do processo, ao qual, de certo, não participarei esse ano, pois mesmo que embarque para o ICP, estou isento dessa fase devido ao já conhecido problema da greve nas Federais ano passado, que impossibilitou eu e mais um bando de gente que ralou o ano todo, um bando de rekalkados...

Nos vemos ao longo do ano, e tentarei com todas as minhas forças aparecer na primeira fase do ICP pra conhecer o pessoal e dar uma força pra galera. Pois, pelo visto, as duas fases ocorrerão exclusivamente em São Paulo o que, mesmo que acarrete prejuízo a muita gente, forçará todos a se reunírem #egoísmos.