quarta-feira, 9 de maio de 2012

Carta de apresentação



Bom, como prometido, tá aí o post sobre todas as informações que consegui reunir e que me fizeram escrever uma boa carta de apresentação. Meu blog tá chegando nível Paronetto, quase 2 mil acessos... Estou muito surpreso e ao mesmo tempo assustado. QUANTA GENTE interessada em entrar no programa esse ano! E gente pra achar o meu blog que eu não estou fazendo divulgação nenhuma além dos grupos, deve ser gente interessada, que fica fuçando o Google todo, como eu. Mas estou feliz por poder ajudar todo mundo e isso me deixa mais confiante quanto ao processo, quer dizer que estou me preparando bem. Esses dias conheci mais pessoas, fiz amizades, conversei demais com cast members de algumas roles específicas e escolhi, definitivamente, que minha primeira opção será CHARACTER PERFORMER! A minha certeza é tanta a ponto de dizer que a lista inteira pode mudar, menos minha primeira opção, que vou levar até o final. Nível extremo de possibilidade de magical moments, work location surpresa todo dia, variando entre parques e resorts o programa inteiro, além de poder "ser amigo" de vários personagens diferentes, nunca o mesmo. Fantasias quentes, pesadas e incômodas, provável alergia à pelúcia, pé e corpo dolorido e suado, fadiga, fome e sede, TUDO isso vai valer a pena, e eu vou gostar, não pelo sadomasoquismo, mas pela certeza do retorno que isso terá na minha vida. Saber que estarei, como disseram no grupo, personificando a magia, transformando a magia Disney no que tem de mais concreto pra se imaginar, participar dos momentos mais emocionantes das pessoas que viajam o mundo para ver seus personagens preferidos, autênticos e REAIS, dar autógrafos, tirar fotos, abraços, beijos, isso será lindo! Vai me trazer paz de espírito, vai me fazer me sentir uma pessoa melhor, vai me ensinar a linguagem corporal, as boas relações interpessoais, vai me fazer dar mais valor que já dou ao trabalho árduo. PERSONAL AND PROFESSIONAL GROWTH, that's the point!


Bom, opiniões pessoais à parte, vamos às informações.

Conversando com muitas pessoas e pesquisando bastante, além de contato com a própria STB (que tem atendimento impecável), entendi que uma carta de apresentação esperada pela STB nesse ano para o processo seletivo do Disney International College Program é, em inglês, chamada de Letter of Intent, traduzido ao pé da letra como uma Carta de Pretensão. É uma carta destinada à STB, com perfil profissional, que deverá conter sua apresentação (seu nome, idade, curso e período da faculdade), uma breve explicação sobre as experiências profissionais que você teve na vida, o que isso te acrescentou na vida que você acha que será importante para participar de um processo seletivo para trabalhar na Disney. Lembre-se sempre de relacionar o seu curso à oportunidade de trabalhar na Disney. Na Disney, você lidará com pessoas de diferentes culturas, diferentes hábitos, viverá no mesmo apartamento de brasileiros ou até estrangeiros quaisquer, com costumes e criação diferentes da sua. Você aprenderá a conviver bem com essas pessoas, mantendo a flexibilidade, a simpatia que se espera de um Cast Member. Você lidará com Guest Service, não importa o que aconteça, você terá que fornecer um ótimo serviço ao cliente, será forçado a isso, mas mais importante, será treinado para isso. Procure abstrair mais essas ideias iniciais que passei, e correlacione com as relações sociais e profissionais que você terá na sua profissão. Como Engenheiro de Computação, eu fiquei extremamente perdido em como começar. Por isso, conversei com um Engenheiro Aeronáutico, que foi Performer, e esse alumni não precisou me mostrar a carta dele para eu entender uma relação tênue que existe entre nós, Engenheiros (futuros, na verdade) com a Disney. O Fred o disse uma vez: "Vocês, engenheiros, lidam com pessoas. E para lidar bem com pessoas, você precisa aprender um bom Guest Service, e nada melhor que a Disney para fazer você absorver isso." Está aí, um ponto inicial extremamente válido para dar início à sua carta (falando com você, da Engenharia).


Falei com a Priscila, também, Psicologia. Tem profissão melhor para entender as pessoas nas suas mais profundas faculdades mentais? E ter contato com pessoas do mundo inteiro não vai te ajudar a entender melhor como funciona o cérebro das pessoas? Pense nisso, você, que é da área da psicologia, para escrever sua carta. Mais pra frente vou ajudar melhor na parte estrutural e técnica, com modelos que se devem seguir para formalizar uma carta, com padrão profissional.


Você da Medicina, da área da Saúde, de um modo geral. O seu objetivo é o bem estar e a saúde. Um bom atendimento, magical moments, sorriso, fazer as pessoas se sentir bem - isso não te lembra algum lugar? DISNEY! Saúde mental também é uma parte da saúde. Já foi comprovado que pacientes com câncer infelizes tendem a deixá-lo se desenvolver com mais força, e pessoas felizes, alegres, alto astral, desempenham uma melhora significativa no tratamento, ajudando a se curar. Um médico que tenha uma experiência como essa no currículo com certeza poderá ser otimista com seus tratamentos, e terá pleno sucesso nos resultados.

Galera das Exatas, exceto Engenharia, vocês são treinados e estudados para resolverem problemas, dos mais diversos possíveis, fazendo uso das tecnologias, das máquinas e dos números. Um programa na Disney o trará obstáculos que muitas vezes exigirão raciocínio lógico para resolver. Problemas do cotidiano, como uma attraction dando defeito, um character precisando de ajuda, algum problema nos backstage quanto às Parades, enfim, problemas e soluções. Get to think!



Galera das Sociais e das Humanidades, precisam mesmo de mais ajuda pra pensar? Podem tirar de cada área um pouco. Relações Humanas estão em vigor em cada frase que eu escrevi, afinal..

Bom, vamos à parte técnica da coisa. Achei alguns modelos pertinentes. Li e debulhei todos:












Mas eu achei um modelo na internet que definitivamente é o que mais completa a ideia da tal da Carta de Apresentação pro Disney ICP. É um modelo de Letter of Intent para aplicação em Universidades americanas para um programa de Graduação. É, pelo que eu pude notar, exatamente o modelo exigido pela STB.

Clique no modelo pra aumentar e salve ele no computador. Você vai precisar ficar olhando para ele enquanto faz a sua carta. Acredite, vai ser extremamente necessário e útil!

Esse modelo é excelente para seguir. Não é necessário por o seu endereço, pois não haverá retorno por parte da STB, em forma de carta, pelo menos, em resposta aos seus argumentos (o que acontece nos Estados Unidos, sendo este, de fato, o real propósito da carta). Também é necessário adaptar a parte de Department, University e City of University para o caso de ser uma empresa e não mais uma instituição de ensino superior.
Repare que se começa a carta com Dear,. Nesses casos, não significa "Querido,...", é um adjetivo de tratamento formalmente usado em cartas como essa - business letter e social business letter.
Como a carta é um requisito exigido pela STB, o começo da carta é, preferencialmente Dear STB,, repare também que o modelo da carta já divide parágrafos com os seus assuntos. É como um roteiro de redação que, provavelmente, todos nós devamos ter feito na época de vestibular. Deve ter introdução, desenvolvimento e conclusão. A linearidade e o bom inglês devem estar presentes na carta, para mostrar que você tem organização de pensamentos, boa capacidade de pensar, e inglês fluente. Peça para amigos de confiança revisarem sua carta, às vezes eles acham erros que você não os verá. Preferencialmente, peça que um professor de inglês revise sua carta, se não o tiver, procure um amigo que tenha. Quem se interessa, consegue! É muito importante a revisão pois erros extremos de concordância podem por em risco o significado que se quer expressar na carta e te prejudicar. Lógico que a carta não é tudo, e nem sabemos quanto ela faz parte do cômputo final do seu desempenho, mas não é bom desperdiçar chances de mostrar-se a eles, quando sabemos que o nervosismo pode não nos ajudar na hora de falar. Então, empenhe-se em, pelo menos, escrevem bem!

O primeiro parágrafo, a introdução, deve demonstrar o seu interesse no programa. Ou seja, você deve explicar o porquê de estar escrevendo essa carta destacando o que você acha que o programa como um total te acrescentará de bom. Não cometa o mesmo erro que eu de simplesmente falar coisas que, depois da carta pronta, pode servir para qualquer empresa. Conheça a empresa que você está aplicando por uma vaga, conheça a Disney, leia aqueles livros que eu indiquei e saiba como ela funciona como uma empresa. É nesse momento da carta que você destacará o que a Disney, e somente ela, lhe trará de bom na vida pessoal e profissional.
É aconselhável que esse parágrafo seja único, pois uma introdução deve ser resumida e falar dos assuntos como um todo, ou seja, não há motivos para novos parágrafos quando não há mudanças drásticas de assuntos. Deve contar, preferencialmente, poucas sentenças e poucas linhas - proporcional ao que se vê no modelo.

A segunda parte, o segundo parágrafo do modelo, é onde você explicitará o seu propósito ao se inscrever. Muito importante pois a STB frisou que a carta é para explicar o motivo pelo qual você quis participar do PROCESSO SELETIVO - pode haver uma diferença sutil no que pensamos que é e no que pode ser. Atente-se a isso! Também será onde você se apresentará, com seu nome, idade, curso e o que esse programa, especificamente, ajudará no cumprimento de seu propósito.
Esse parágrafo, ao contrário da introdução, já faz parte do desenvolvimento, e não precisa ser apenas um parágrafo, embora não vejo muitos motivos para se fazer mais de um, também nesse caso.

A terceira parte destacada pelo modelo, o terceiro e maior parágrafo, evidencia que não é necessário ser único. Pode ter mais, ou só um, desde que corresponda com seu objetivo, que é demonstrar seu conhecimento sobre o programa, e o que ele oferece. É também o momento de você detalhar um pouco cada experiência profissional.
Não se esqueça que essa carta é um complemento do seu currículo. Pode-se informar, nela, se assim desejar, que está acompanhada ou anexada a um currículo.
Portanto, está claro que as experiências devem estar listadas no currículo, e a carta serve, também, para você explicar um pouco mais sobre elas, que características profissionais e habilidades elas puderam lhe proporcionar. Lembre-se de destacar pontos condizentes com a verdade e que condizem também com o propósito e com o exercício das roles do Disney ICP. Se você conseguir, também, é aí que você pode procurar destacar essas características mais puxando para o lado da role que você deseja, sem citá-la ou pedir ou deixar claro que é a que você quer. Eu consegui puxar sardinha pro lado de performer, citando características que eles procuram em quem escolhe essa role - e muitas vezes não acham. Vale conversar com alumni procurando saber sobre essas tais características. Achei alumni incríveis que explicaram, por exemplo, características que eles mesmo perceberam nos seus colegas co-workers, que todos eles, performers, tinham em comum. Diz também no modelo que é onde você explica como sua preparação para o programa e suas experiências se misturam, é aí que você tem que fazer a relação com seu curso, provavelmente. Hora de pensar forte! xD

Última parte da carta é dividida em dois parágrafos. É a conclusão da sua carta, o momento para muitos que significa impacto (ótima ideia do Julio). Pode funcionar como o clímax da carta, que fará com que o recruiter tenha uma última boa primeira impressão da sua carta (sim, há várias primeiras impressões na carta). E é aconselhável que essa divisão permaneça. A primeira parte é onde você pode expressar quão bom o programa será para você e o que ele lhe trará caso você seja aprovado. Você também pode citar os benefícios que a Disney terá em ter um Cast Member como você. Solidifica seus interesses no programa, lincando tudo que foi dito na carta acima. O último parágrafo é onde você finaliza, agradece a oportunidade de ter a chance de se mostrar e aplicar para o programa e pela atenção do recruiter.

Finaliza com um "Sincerely", mais correto no caso da nossa carta, escreva seu nome, e não esqueça de fazer uma linha para assinar. É interessante ter uma assinatura sua. Não vi nada em lugar nenhum sobre essa necessidade, inclusive os modelos não têm essa indicação. Mas vai de cada um.

Lembre-se que a carta é algo extremamente pessoal, não vamos sair mostrando ela para todo mundo. Mas nunca negue uma ajuda a quem esteja perdido, não vai fazer você melhor e, muito menos, mais merecedor da vaga. Lembre-se, também, que no Disney ICP, um programa diferente de qualquer outro, você não disputa a mesma vaga com as outras pessoas. Você disputa pela SUA vaga, e cada um a sua própria!

Ah, também não faz mal por um pouco de entusiasmo na carta (mas eu disse um pouco, cuidado para não perder o profissionalismo), um pouco de Disney Look. A formatação pode ser como quiser, lembre-se de que ela deve ter um visual limpo, não conter imagens, ser precisa, não ultrapassar uma página por motivos de estética e tempo do recruiter, linearidade de argumentos, sua carta deve ser temporal, deve ter começo meio e fim, e nenhum parágrafo começar solto. Uma boa dica que funciona é começar escrevendo tudo que vier na cabeça, sem ordem. Depois, só arrumar a ordem de parágrafos e dar a eles, VIDA!
Aconselho, também, Times New Roman, 12 ou 11 (dependendo do quanto de informação você produziu), justificado (sempre) e com aspaçamento de linhas 1,5cm, que é bem estético, de fácil visualização e limpo.
Sua carta será um resumo de tudo aquilo que você vai dizer, é um modo da STB avaliar você em vários aspectos e uma oportunidade para você se mostrar de uma forma mais detalhada, unindo a sua vida à Disney.


Espero ter ajudado a todos com esse post e nos vemos todos lá em Orlando.

Have a magical day!

Um comentário:

  1. Meu nome é Pedro tenho 13 anos.Tenho um grande sonho de ir para a Disney desde que eu tinha 3 anos.Que vocês leem essa pequena carta virtual.E se puderem realizar meu sonho ficarei muito feliz de conhecer vocês.Meu e-mail pedrols2002@hotmai.com.Espero sua resposta.

    ResponderExcluir